TOLKIEN muda de casa no Brasil

HarperCollins Brasil

A HarperCollins Brasil anunciou recentemente que é a nova casa de J.R.R. Tolkien em terras tupiniquins, e eu, como fã da obra do “Mestre das Letras”, não poderia estar mais feliz.

E muito feliz! A HarperCollins é a editora responsável pelos lançamentos da obra do Professor nos EUA e no Reino Unido, e em diversas outras partes do mundo, com edições primorosas e caprichadas e com esmero na qualidade do papel, da encadernação e da diagramação.

Mas, que isso representa de verdade? Tirando uma ou outra boa edição, os livros de Tolkien, até então publicados no Brasil pela editora WMF Martins Fontes, eram simples, com encadernação ruim e, em sua maioria, edições muito aquém do que se espera para a obra do grande mestre da literatura de fantasia.

Além disso, embora estivesse lançando os livros do mestre com certa frequência, vide Beowulf – Uma Tradução Comentada, A Queda de Arthur e A História de Kullervo, a editora sempre manteve foco na trilogia do anel e em O Hobbit, merecidamente, claro, mas Tolkien vai muito mais além; suas obras são de valor inestimável.

A ida da Terra-Média e afins para uma editora do porte da HarperCollins Brasil significa uma luz de esperança de termos em português edições tão belas como as que existem em seu idioma original.

Além da republicação e novas traduções de toda a obra tolkeniana, espera-se, e muito, que finalmente se publique no Brasil a série de 12 volumes editada e organizada por Christopher Tolkien, intitulada, The History of Middle-Earth (em tradução livre, A História da Terra Média).

Considerada uma obra essencial para os fãs de Tolkien, ela nunca chegou perto de ser traduzida para o português brasileiro.

O foco da HarperCollins Brasil será o legendarium de Tolkien, que envolve toda a obra relacionada à Terra-Média e mundos secundários, mas a HarperCollins também irá publicar livros que abrem caminho para a obra do mestre. Os dois primeiros serão publicados em junho de 2018, e outro, entre julho e outubro, pois em novembro já serão lançados dois livros inéditos do autor.

Podemos ser esperançosos e realistas ao mesmo tempo quanto à qualidade das edições da Harper Collins Brasil. Basta ver em qualquer livraria as belas edições dos dois primeiros volumes da série Uma Dobra no Tempo, de Madeleine L’engle, e O Assassinato no Expresso do Oriente, de Agatha Christie, ambos com capa contra pó (dust cover) e capa dura, além de conhecer e poder atestar a qualidade de suas publicações em inglês, pois tenho várias em minha coleção pessoal.

No dia 25 de março, conhecido pelos fãs como O Dia de Ler Tolkien (Tolkien Reading Day), a HarperCollins Brasil realizou o evento de fama internacional em uma livraria da Avenida Paulista (N. do E.: confira o vídeo no topo do artigo), onde confirmou o lançamento de 5 obras de Tolkien, a começar pelos inéditos Beren e Lúthien e A Balada de Aoutrou e Itroun , em novembro de 2018, e O Dom da Amizade, de Colin Duriez, previsto para junho de 2018, livro que narra a amizade de Tolkien com o também excelente escritor C. S. Lewis.

Haverá uma nova edição, ainda sem data, de O Silmarillion, considerado o cânone da obra do mestre Tolkien, e o lançamento de sua biografia autorizada, escrita por Humphrey Carpenter, intitulada Tolkien: The Authorized Biography (Tolkien: A Biografia Autorizada, em tradução livre), que será lançada entre julho e outubro.

Tanto a biografia quanto O Dom da Amizade têm a intenção de levar mais leitores ao universo fantástico da obra de J.R.R. Tolkien.

Outra boa notícia é a de que a tradução e a (re)tradução das obras de Tolkien está sob a responsabilidade do tradutor Ronald Kyrmse, membro da Tolkien Society do Reino Unido há mais de 35 anos e considerado o maior especialista de Tolkien no Brasil.

A razão das obras já lançadas terem essa nova tradução fica mais clara com a trilogia do anel. É de conhecimento do grande público fã da obra que existem mais de 200 erros, entre erros de tradução e omissões, na obra que fora lançada pela WMF Martins Fontes. E, na minha opinião pessoal, não gosto de que os nomes sejam traduzidos, acredito que isso reforce uma perda de identidade, mas como disse, esse último é uma visão pessoal minha.

Tolkien faz parte da minha vida desde a minha adolescência. Meu primeiro contato foi com a edição de A Sociedade do Anel, em inglês, em meados de 1992. Ver sua obra recebendo o devido respeito e tratamento me emociona por demais.

O trabalho da HarperCollins Brasil me dá esperanças de, em breve, poder dizer que Tolkien é meu escritor favorito sem ter que explicar que ele escreveu inúmeras e belas obras além de O Senhor dos Anéis e O Hobbit.

Tags:

Andreas Pabst é membro da Tolkien Society, a mais respeitada organização de estudos da obra de Tolkien no mundo, professor de inglês há mais de 10 anos e também tradutor.

Deixe seu comentário