THE LEGEND BURGUER – The Steak Factory

"The Legend Burger" Créditos da Imagem: The Steak Factory

“The Legend Burger”
Créditos da Imagem: The Steak Factory

Fazia tempo que eu não comia um “hambúrguer de verdade”, algo que não tivesse sabor de carne processada e fugisse do padrão de fast food adotado pelas grandes redes.

Aproveitando um passeio em família para almoçar, escolhi provar, pela primeira vez, um hambúrguer da The Steak Factory, hamburgueria que conta, na data em que esta crítica foi escrita, com três unidades em São Paulo, uma em São Caetano do Sul, uma em São Roque e uma em Itupeva, todas no estado de São Paulo.

Fomos à unidade do Mooca Plaza Shopping, em São Paulo, lugar que gostamos bastante de frequentar. Pedi um The Legend Burguer, lanche avantajado, que vem em um pão com gergelim, alface, tomate, uma fatia de queijo prato, maionese artesanal e bacon. A carne podia ser fraldinha ou picanha de angus, à escolha do cliente. Optei pelo angus, por se tratar de uma carne considerada de qualidade superior, já que a fraldinha pode ser encontrada em praticamente qualquer açougue. O hambúrguer acompanha fritas.

A preparação do lanche foi um pouco demorada, mas nada exagerado. Há que se levar em conta que o hambúrguer é preparado com carne moída temperada, prensada e grelhada, e isso leva tempo. A apresentação é muito boa, um lanche realmente bonito e apetitoso. O pão estava crocante, e o gergelim, para o meu paladar, é algo essencial para um bom hambúrguer, tanto que sempre compro pão com gergelim para fazer hambúrguer em casa.

Fiquei surpreso com a crocância da alface, e penso eu que a escolha da alface americana para esse lanche não poderia ter sido mais acertada. Idem ao bacon, crocante, seco, com um sabor intenso e maravilhoso. Isso é um grande diferencial para um bom lanche, pois há especialistas que asseguram que a crocância aumenta a vontade de comer os alimentos.

A maionese artesanal é deliciosa, mas, na verdade, não lembra em nada uma maionese tradicional, nem em sabor nem em consistência. A combinação dela com o queijo prato não me soou bem. Ela “apaga” completamente o sabor do queijo, como se ele sequer estivesse ali. O sabor umami do tomate, que vai do ácido ao doce e que permanece na boca, complementa o salgado do bacon, criando uma harmonia perfeita.

Já a carne faz jus à fama do angus; saborosa, com gordura entremeada na medida certa, macia e saborosa, com tempero leve que estimula o paladar.

O ponto negativo ficou para as fritas; que chegaram um pouco murchas, sem graça, o que acabou destoando do hambúrguer. Talvez batata rústica fosse um melhor acompanhamento para esse lanche, pois, com certeza, ele merecia algo melhor.

Em suma, não foi o melhor hambúrguer artesanal que já provei, mas gostei bastante, fiquei satisfeito com o sabor e com o tamanho do lanche, que vale por uma refeição. Pretendo voltar outras vezes para provar os demais lanches da casa. Vale lembrar que, no dia em que estive na The Steak Factory, havia uma promoção em que o cliente ganhava uma xícara de café espresso de brinde na Amor aos Pedaços localizada no piso superior do shopping. Claro que eu, eterno apreciador de um bom café, não deixei de aproveitar. Mas isso fica para uma próxima crítica.

Preço: R$34,90

Nota do Crítico:  7

Tags:

Kleber Pedroso

Kleber Pedroso é Editor da Poltrona Digital e tradutor profissional. Graduado como Tradutor/Intérprete (1998), pós-graduado em Gestão Estratégica de Pessoas (2010) e cursando uma segunda pós-graduação, em Filosofia (2018-2019).

Deixe seu comentário