Provei o novo CLUB HOUSE do McDonald’s…

Club House Créditos da Imagem: McDonald's

Club House
Créditos da Imagem: McDonald’s

… e não gostei!

Estive com meu padawan na loja do McDonald’s que fica na praça de alimentação do Shopping Anália Franco, bairro nobre da Zona Leste de São Paulo, para provar o mais novo lançamento da rede.

O Club House é o primeiro hambúrguer de uma nova linha do restaurante de fast-food, chamada Signature. Ele é anunciado como uma “combinação de carne 100% bovina, bacon rústico, cheddar suave, cebola caramelizada, tomate, alface crespa, molho especial e pão do tipo brioche.” (www.mcdonalds.com.br/clubhouse)

O objetivo do McDonald’s com o lançamento desse novo produto é competir em um mercado em franca ascensão; o das hamburguerias artesanais. Muitos consumidores estão cansados do fast-food, da comida e do atendimento padronizados, e têm buscado por alternativas mais saborosas e atendimento personalizado, como aquele da padaria da esquina, onde o chapeiro sabe o nome dos clientes e conhece de cor suas preferências, só que com um pouquinho mais de sofisticação.

Enfim… cheguei ao balcão e pedi um McLanche Feliz para o padawan, que veio com um boneco do Finn, personagem do cartoon Hora da Aventura, transmitido pelo Cartoon Network, e um Club House para mim.

O atendimento foi aquele mesmo de sempre; direto, mas educado, rápido, com movimentos quase coreografados e robotizados. Os lanches chegaram, e, enquanto o padawan comia seus McNuggets (ele ainda não gosta de hambúrguer no pão!!!) e brincava com o Finn, parti para uma minuciosa degustação, já com o intuito de escrever este singelo artigo.

A expectativa

A apresentação realmente é impecável. O lanche vem em uma caixinha aberta, o que é único no McDonalds até o momento. O casca do pão estava inteira, brilhante, sem nenhuma imperfeição. As duas carnes são de bom tamanho, e a folha de alface parecia escolhida “a dedo”, de tão perfeita que estava.

Mas é aí que a perfeição termina.

A experiência

A começar, pelo pão, de sabor exageradamente adocicado. Isso talvez não fosse um problema se o conjunto como um todo não pendesse demais para o agridoce. O molho especial é o mesmo molho padrão usado nos demais lanches da rede. As cebolas caramelizadas e o queijo cheddar contribuíram ainda mais para a uniformidade do sabor. Ou seja, DOCE!!!

Talvez a escolha de um queijo mais ácido, picante ou mesmo salgado agregasse mais para o prato, proporcionando uma experiência gustativa mais interessante. A carne, que provei sozinha, era completamente insossa. Não era nada suculenta, pelo contrário, estava muito seca e parecia não levar nenhum tempero em seu preparo. O bacon não chama a atenção como faz em outro lanche de rede, o McNífico Bacon, o qual considero um dos melhores e mais saboroso do cardápio. Junte isso tudo ao tomate, que é doce por natureza, e você terá um lanche que pende mais para um sonho de padaria do que para um hambúrguer de uma hamburgueria artesanal. Na realidade, ele sequer faz jus aos demais lanches do McDonald’s.

A decepção

A experiência, para fim, foi realmente desagradável. Eu esperava muito mais do Club House. Um lanche adocicado, com duas fatias de carne sem gosto, sem nenhum ingrediente que se destaque ou agregue qualquer sabor diferente. Um uníssono de insipidez que não pretendo provar novamente.

Em suma: RUIM!!!

Tags:

Kleber Pedroso

Kleber Pedroso é Editor da Poltrona Digital e tradutor profissional. Graduado como Tradutor/Intérprete (1998), pós-graduado em Gestão Estratégica de Pessoas (2010) e cursando uma segunda pós-graduação, em Filosofia (2018-2019).

Deixe seu comentário

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com