O CORVO

Brandon Lee em "O Corvo" Créditos da Imagem: Warner

“Não pode chover o tempo todo…”

É com essa frase que começa minha crítica sobre a obra que mudou toda a minha vida e que transformou o Caio aos 17 anos.

Talvez pela atuação maravilhosa de Brandon Lee, que deu literalmente a vida ao papel, mesmo que por acidente, ou talvez por todo o mistério que envolve o filme O CORVO e sua morte, mas cheguei à conclusão que me apeguei ao filme pela simplicidade do amor incondicional do personagem principal pela sua amada, amor esse
que fez com que Eric Draven (Brandon Lee) voltasse à vida para obter sua noite de vingança contra aqueles
que violentaram e assassinaram Shelly Webster (Sofia Shinas), movido por imortalidade mas envolto em regras: só reviveria para vingar sua amada.

O filme, para a época, tem uma produção muito interessante. Claro que com muitas limitações que, hoje vistas por um espectador “da atualidade”, acharia muito “pastelão”, mas é fato que muitas cenas tornaram-se ícones da Cultura Pop.

Assim ocorre, também, como o próprio personagem, que é recriado em cosplays e homenageado em vários filmes, como o Coringa de Heath Ledger, que carrega traços que remetem, de certa forma, ao Corvo de Brandon Lee.

Apesar de ter sido inspirado nos quadrinhos de James O’Barr, motivado pela morte de sua amada em um atropelamento, o filme difere-se bastante da HQ, tanto na forma com que Eric e Shelly são assassinados quanto na maneira como O CORVO volta à vida, o porquê da pintura facial, as referências musicais, a imortalidade do protagonista mediante a vingança de uma noite, que, no filme, é vulnerável, para criar um certo conflito com os antagonistas.

Após o primeiro filme, foram lançados “O Corvo 2 – Cidade dos Anjos”, “O Corvo: A Salvação” e “O Corvo 4”, mas nenhum deles se compara à obra dirigida por Alex Proyas (Eu Robô).

O CORVO, lançado em 1994, ganhará um reboot em breve, com Jason Momoa (Aquaman) no papel de Eric Draven.

Só nos resta aguardar.

Sinopse

Um ano após ter sido assassinado juntamente com sua noiva por uma gangue, Eric Draven (Brandon Lee), um músico de rock, retorna da sepultura com a ajuda de um misterioso corvo, com a intenção de se vingar de seus assassinos.

Ficha Técnica

Título: O Corvo (Original: The Crow)
Ano de Produção: 1994
Direção: Alex Proyas
Elenco: Brandon Lee, Michael Wincott, Ernie Hudson, e outros.
Estreia: 19 de agosto de 1994 (Brasil )
Duração: 102 minutos
Classificação: 16 – Não recomendado para menores de 16 anos
Gênero: Ação, Fantasia
País de Origem: Estados Unidos da América

Tags:

Caio Gaona

Caio Gaona é baterista, professor de bateria, membro das bandas Triscore e InVida, e idealizador do projeto Geek Batera, em que grava vídeos para o YouTube tocando bateria sobre trilhas sonoras de filmes, séries e animes.

Deixe seu comentário