MALALA YOUSAFZAI e seus críticos no Brasil

Malala Yousafzai completou 21 anos de idade durante sua estada no Brasil, período em palestrou e participou de diversos eventos para promover o empoderamento feminino através da educação.

Malala ficou conhecida no mundo todo como a menina que foi baleada na cabeça pelo Talibã aos 15 anos de idade, quando saía da escola, pelo simples fato de manifestar-se contra a proibição dos estudos para as meninas e mulheres no Paquistão.

A menina sobreviveu e tornou-se um ícone mundial, fundou o Malala Fund, organização que investe na educação de meninas ao redor do mundo. Já discursou na ONU, conheceu a Rainha Elizabeth e foi a mais jovem ganhadora do Prêmio Nobel da Paz.

No Brasil, Malala foi rechaçada nas redes sociais por entrar em um restaurante no Rio de Janeiro com 16 seguranças armados. Tudo o que muitas pessoas conseguiram assimilar dessa grande sobrevivente, ativista e símbolo para milhões de meninas no mundo todo foi que ela seria “hipócrita” ao pregar o desarmamento e andar com seguranças armados.

Justo ela, que levou um tiro na cabeça e teve uma bala alojada no cérebro aos 15 anos de idade simplesmente porque queria estudar. O que 99,9% dos críticos de Malala já fizeram pelo próximo, eu me pergunto?

Parabéns, Malala, e muito obrigado. Acompanharei sua carreira com respeito e admiração.

Tags:

Kleber Pedroso

Kleber Pedroso é Editor da Poltrona Digital e tradutor profissional. Graduado como Tradutor/Intérprete (1998), pós-graduado em Gestão Estratégica de Pessoas (2010) e cursando uma segunda pós-graduação, em Filosofia (2018-2019).

Deixe seu comentário