LADY MACBETH

Pôster de Lady Macbeth Créditos da Imagem: California Filmes

Pôster de Lady Macbeth
Créditos da Imagem: California Filmes

LADY MACBETH narra a história da jovem Katherine (Florence Pugh), que vive uma vida infeliz e monótona com seu marido, Boris Macbeth (Cristopher Fairbank), um homem frio e que dificilmente demonstra carinho ou até mesmo amor por ela. E ambos seguem em um casamento vazio e sem vida.

Baseado na ópera de Nikolai Leskov, Lady Macbeth do Distrito de Mtsensk, o filme apresenta a jovem Katherine projetada em um casamento arranjado, com um homem mais velho e extremamente dominador, que proporciona à jovem dias entediantes, em que ela se vê limitada até mesmo para ter um momento de calma pelos campos ao redor da casa onde eles residem com seus criados.

Em seus primeiros dias como esposa, Katherine transparece bem o tédio que vive diariamente. A atriz Florence Pugh capta muito bem a personagem, e toda a atmosfera de mesmice chega até a incomodar o expectador. Porém o cenário muda quando o marido de Katherine precisa se ausentar por tempo indeterminado, deixando, assim, a jovem senhora responsável pela casa.

Existe, projetada no filme, uma gigantesca mudança de caráter da personagem. A forma como Katherine muda sua forma de agir e até mesmo de falar dá ao filme com um toque especial, com todos os méritos ao elenco, que não deixa a desejar e, principalmente, à própria Florence, cuja atuação foi conduzida de forma excelente.

Sozinha e livre para sair aos campos e observar as paisagens sem culpa, o cotidiano de Katherine muda quando um novo empregado começa a trabalhar na casa dos MacBeth; um homem chamado Sebastian. Os dois vivem um romance extraconjugal, e Katherine não mede esforços no quesito paixão, pois apaixona-se de forma intensa pelo jovem empregado. O filme é bem silencioso, carregado, em boa parte, pela própria atuação dos atores, com longas cenas de olhares, gestos, e, claro, silêncio.

Em alguns momentos, o filme passa um ar de suspense, gerado pelos momentos de silêncio já mencionados, e o desenvolvimento da personagem também não deixa de ser curioso, muito pelo contrário, é a parte mais interessante do filme.

De uma jovem omissa e entediada, Katherine transforma-se em uma mulher manipuladora, mentirosa, rebelde e, acima de tudo, apaixonada, e sua paixão mistura-se, muitas vezes, com a loucura e, até mesmo, com violência.

O que mais assusta em Katherine não é o clichê do cinema de fome de poder, ou de dinheiro ou fama (o que, inclusive, não se encaixa no contexto do filme), mas, sim, o que acaba assustando é o amor dela. Katherine demonstra seu amor de forma compulsiva e fora do normal.

Um filme cinza, que entrega uma história interessante e uma proposta moderna com temas inseridos atualmente no cotidiano, como casamento, marido, mulher, traição, etc. Uma história contada em um ritmo diferente, que proporciona ao expectador tempo de “sentir” tudo o que se está assistindo. Vale bastante o ingresso. Lady Macbeth estreia dia 17 de agosto.

Sinopse

Katherine (Florence Pugh) está presa a um casamento de conveniência. Casada com Boris Macbeth (Christopher Fairbank), a jovem agora se vê integrante de uma família sem amor. É só quando ela embarca em um caso extraconjugal com um trabalhador da propriedade do marido que as coisas começam a mudar. Ela só não contava que isso iria desencadear vários assassinatos.

Ficha Técnica

Título: Lady Macbeth
Duração: 99 min
Gênero: Drama, Romance
País: Reino Unido
Elenco: Florence Pugh, Cristopher Fairbank, Cosmo Jarvis, Bill Fellows
Estreia: 17 de agosto

Agradecimentos: California Filmes

Tags:

Deixe seu comentário