Connect with us

Cinema, TV, Streaming

Crítica: DUMBO

121

Da Disney e do visionário diretor Tim Burton, a novíssima aventura “Dumbo” com atores reais (live-action) aborda a adorada história clássica em que as diferenças são celebradas, a família valorizada e os sonhos ganham asas. Em exibição nos cinemas do Brasil a partir de 28 de março de 2019.

Pôster de “Dumbo”
Créditos da Imagem: Disney

Nunca fui muito fã de DUMBO, talvez pela minha idade e por não ter, de fato, um vínculo emocional com o personagem, como tive com Rei Leão, por exemplo, mas sempre soube que se trata de uma história muito bonita e emocionante.

Confesso que estava curioso para saber o que Tim Burton faria com DUMBO.

Conhecendo-o por todos seus maneirismos puxados para o gótico e sua estética referente ao estilo e levando em conta sua última empreitada na Disney, Alice, confesso que tive muito medo do que seria entregue, mas para a minha alegria e alívio, DUMBO é um “filmão” que consegue transmitir várias emoções por entre suas duas horas de filme, tendo momentos marcantes e memoráveis, além de gerar automaticamente simpatia por seus personagens e sua historia

É o caso do personagem de Collin Farrel, um ex-acrobata que foi para a guerra e perdeu seu braço, voltando aleijado e tendo que passar por situações de preconceito, assim como é o caso de sua filha, que sofre preconceito por querer ser uma cientista, e pelo próprio DUMBO, por ter orelhas maiores que o normal.

No elenco, também temos Eva Green e Michael Keaton, sendo esse o personagem menos interessante do filme, talvez porque, na história original, não exista um vilão definido, e o vilão real era o preconceito da sociedade.

O personagem de Keaton se torna muito caricato e perdido em meio a outros personagens mais interessantes.

Em suma, DUMBO é um filme divertido, emocionante, bem dirigido e um programão para a família!

Sinopse

Da Disney e do visionário diretor Tim Burton, a novíssima aventura “Dumbo” com atores reais (live-action) aborda a adorada história clássica em que as diferenças são celebradas, a família valorizada e os sonhos ganham asas. O dono do circo Max Medici (Danny DeVito) convoca a ex-estrela Holt Farrier (Colin Farrell) e seus filhos Milly (Nico Parker) e Joe (Finley Hobbins) para cuidar de um elefante recém-nascido cujas orelhas enormes fazem dele motivo de piada em um circo que já está passando por dificuldades. Mas quando eles descobrem que Dumbo pode voar, o circo dá a volta por cima. Isso atrai o persuasivo empreendedor V.A. Vandevere (Michael Keaton), que recruta o peculiar animal para seu mais novo e gigantesco empreendimento de entretenimento, a Dreamland. Dumbo então alcança outros patamares ao lado de uma encantadora e incrível trapezista, Colette Marchant (Eva Green), até que Holt descobre que sob todo aquele glamour, Dreamland esconde vários de segredos obscuros.

Dirigido por Tim Burton (“Alice no País das Maravilhas” e “A Fantástica Fábrica de Chocolates”) com roteiro de Ehren Kruger (“Ofélia” e “A Casa dos Sonhos”), e produzido por Justin Springer (“TRON: O Legado”), Kruger, Katterli Frauenfelder (“O Lar das Crianças Peculiares” e “Grandes Olhos”) e Derek Frey (“O Lar das Crianças Peculiares” e “Frankenweenie”), “Dumbo” estreou nos cinemas brasileiros no dia 28 de março de 2019.

Ficha Técnica

Título: Dumbo (Original)
Ano de Produção: 2019
Direção: Tim Burton
Estreia: 28 de março de 2019
Classificação: Livre
Gênero: Família, Fantasia
Países de Origem: EUA

Caio Gaona é baterista, professor de bateria, membro das bandas Triscore e InVida, e idealizador do projeto Geek Batera, em que grava vídeos para o YouTube tocando bateria sobre trilhas sonoras de filmes, séries e animes.

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

veja também