Covil de Ladrões

Cena de "Covil de Ladrões" Créditos da Imagem: Diamond Films

Recentemente (27/03), participei da cabine de imprensa de Uma Dobra no Tempo (A Wrinkle in Time), que estava na minha lista de filmes para assistir em 2018. Desta vez, participei da cabine de imprensa de outro filme dessa lista: COVIL DE LADRÕES (Den of Thieves).

Em COVIL DE LADRÕES, acompanhamos a elite da polícia de Los Angeles, especializada em crimes graves (assaltos a bancos) na tentativa de prender uma talentosa equipe de ladrões que planejam cometer o assalto mais ousado da história da Califórnia.

Ray Merrimen (Pablo Schreiber) é um ladrão especializado em roubar bancos das maneiras mais improváveis possíveis e acaba de sair em condicional. Ao lado de Bosco (Evan Jones), Enson Levoux (Curtis “50 Cent’ Jackson) e Donnie Wilson (O’Shea Jackson Jr.), Merimen planeja roubar a filial do Banco Central em Los Angeles, uma agência extremamente bem vigiada e que nunca foi roubada.

Mas “Big” Nick Flanagem (Gerard Butler), o líder do Departamento de Crimes Graves, fará de tudo para impedir esse assalto e prender a gangue de Merrimen.

E, enquanto tenta prender Merrimen, Nick ainda precisa lidar com os problemas familiares causados por sua profissão.

COVIL DE LADRÕES começa com uma impressionante troca de tiros entre a gangue de Merrimen e a polícia de Los Angeles após o roube de um carro-forte (vazio, só pra constar!). Nesse momento, já percebemos que a gangue de ladrões de banco não está para brincadeira, e que existe um plano maior por trás de suas ações.

E, da mesma forma que começa, COVIL DE LADRÕES termina com uma troca de tiros absurda em meio ao trânsito de Los Angeles. Um arsenal de fazer inveja até no Rambo é utilizado em meio a dezenas de carros dirigidos por pessoas inocentes. E nem os ladrões nem a polícia estão dispostos a medir suas ações por conta disso.

Quanto mais Nick chega perto, mais Merrimen fica determinado a cometer o roubo do século. E, por todo o filme, acompanhamos o planejamento desse incrível assalto e a preparação da polícia para impedi-lo. Mas o melhor está guardado para o final. COVIL DE LADRÕES tem um revés surpreendente em seu desfecho (porém, já vi desfecho semelhante em um episódio de Hawaii 5-0), e ainda deixa uma pontinha solta que nos faz pedir por uma continuação.

Christian Gudegast, diretor de COVIL DE LADRÕES, leva-nos para o meio do embate entre uma unidade da polícia que, à primeira vista, mais parece uma gangue de policiais corruptos, e um grupo de ladrões com treinamento e inteligência militar. E, no meio disso tudo, um ex-presidiário que parece ter “caído de para-quedas” no plano mirabolante de Merrimen, e a família de Nick, que sofre com a obsessão dele em prender bandidos, além de estar frequentemente bêbado.

E, para mim, foi uma surpresa ver 50 Cent atuando. Não sei se ele já vez isso antes, mas achei a atuação dele como Levoux muito boa. E está certo que, sendo parte do time dos bandidos, tivemos a oportunidade de vê-lo fingindo ser o “pai durão e intimidador” com o namorado da sua filha (não que ele não pudesse fazer o mesmo sendo um “mocinho”), mas acredito que ele poderia ter sido mais bem aproveitado como um dos “mocinhos” da história.

COVIL DE LADRÕES estreia HOJE, dia 05 de abril, com distribuição da Diamond Films. Assistam e digam o que acharam nos comentários!

Sinopse

Em Los Angeles, capital dos roubos a banco, um banho de sangue coloca em interseção a vida de dois grupos: a radical unidade de elite do departamento de polícia local, liderada pelo desmedido Nick (Gerard Butler), e a equipe de assaltantes de banco mais arrojada em atividade. Enquanto os criminosos planejam um ataque ambicioso até então tido como impossível, os homens da lei apertam o cerco pelo elo aparentemente mais fraco da gangue.

Ficha Técnica

Título: Covil de Ladrões (Den of Thieves)
Ano de Produção: 2018
Direção: Christian Gudegast
Estreia: 5 de Abril de 2018 ( Brasil )
Duração: 90 minutos
Classificação 14 – Não recomendado para menores de 14 anos
Gênero: Ação, Drama, Policial
Países de Origem: Estados Unidos da América

Tags:

Leonel Andreoli

Leonel Andreoli é formado em Turismo e Hospitalidade pela Faculdade de Tecnologia de São Paulo - FATEC. É proprietário da Anime Fair Eventos, cujo principal foco são eventos para o público nerd/geek/otaku. Seu principal projeto atualmente é o “Anime Fair Embu”, que ocorre na cidade de Embu das Artes, e vem crescendo exponencialmente a cada edição, mas vem desenvolvendo outros projetos para a cidade de São Paulo em parceria com o Portal POLTRONA DIGITAL.

Deixe seu comentário